Rádio

Rádio: Voz Online
Slogan: Feita por Si
Sócios:
Carla Rocha
Filipa Oliveira
Daniel Barata

Somos uma rádio online em que o ouvinte tem um papel activo na selecção da música e na criação de conteúdos.

Objectivos

Criar uma rádio com difusão exclusiva online, em que os ouvintes participam, sugerem e alimentam a própria rádio com os seus contributos. Seria uma forma de abrir a rádio às pessoas e chamá-las a intervir nos processos criativos. Teríamos assim uma comunidade de Prosumidores, que não só daria voz, como seria co-responsável pelos conteúdos. Uma rádio De e Para os ouvintes.

Marketing Mix
Produto:
Rádio online inovadora no panorama português, no sentido de ser co-produzida pelos ouvintes

Preço:
A emissão da rádio é gratuita. O que poderá ter custos será a venda das músicas (0,50 € cada) e da emissão dos programas (de acordo com o programa poderá custar 1,5€ a 2€).
Poderemos considerar também preço a quantidade de publicidade que os ouvintes terão de "consumir" por escutar a voz online. Por cada hora de emissão não deveremos exceder os 6 minutos de publicidade sob forma de spots ou directos comerciais em antena.

Distribuição:
Utilização exclusiva da internet como canal de distribuição, pois é a única forma de consumir o produto. Encontra-se assim acessível a todos os ouvintes que tenham acesso à internet.

Promoção:
Parcerias com o Rock in Rio e outros espectáculos musicais. Ter nos recintos um estúdio da Voz Online onde as pessoas pudessem experimentar.
Campanha na internet através da utilização do adwords do Google, Messenger e sites ou secções de sites dedicados à música, concertos e informações sobre artistas.
Campanha na televisão em canais e programas com afinidade com o nosso target: patrocínio do "Top Mais" na RTP1, soft sponsoring nos "Morangos com Açucar" da TVI e do "Curto Circuito" da Sic Radical. Criar um passatempo na MTV para descobrir novos locutores para a nossa rádio.
Campanha de exterior em mupis nos transportes públicos e faculdades e criação de uma empena no acesso às Docas, em Lisboa, com produção a 3 dimensões.

Plano de acção start up

- Definir o livro de estilo da rádio, a grelha de programação da rádio e as características de cada programa. Desta forma evita-se a "anarquia" na produção e fornecemos um fio condutor que vai assegurar que cada ouvinte que entre na Voz Online conhece o formato da estação e respeita-o.

- Apelo à participação dos ouvintes para entrarem no mundo da "Voz Online" através de spots emitidos na rádio, nas horas de maior audiência.

- Elaborar alguns conteúdos e não deixar, numa primeira fase, tudo nas mãos dos ouvintes. Queremos causar impacto e ao deixarmos que os ouvintes produzam tudo a 100% estamos a aumentar o risco e podemos perder o contrololo do produto.

O Papel da Wiki

A criação da Wiki é fundamental no nosso projecto, pois juntamente com o Second Life (existirá um link para esta plataforma) serve de base de conteúdos da rádio. Diariamente os nossos ouvintes dizem a música que querem ouvir, sugerem programas, gravam conteúdos, dão a sua opinião… Tudo o que diga respeito ao universo da rádio. São eles que a definem, que a constroem à sua medida, daí o ser "Feita por Si". É na Wiki que a rádio vai buscar a sua imprescindivel fonte de alimentação, ao seleccionar as contribuições dos nossos ouvintes. A Wiki funciona assim como um canal barato e bilateral de comunicação, uma porta aberta para com os nossos ouvintes.
Passado o período experimental de cerca de 4 meses, a Wiki servirá também como gerador de receitas para a rádio, através da venda de espaço publicitário às empresas que se enquadrem no nosso posicionamento.

Utilização do Second Life:

Faz todo o sentido utilizar esta plataforma, pois estamos a comunicar para um target com maior apetência para ouvir a nossa rádio online, uma vez que já usa o Meio Internet.
Pretendemos fidelizar os ouvintes actuais e angariar novos, através da criação de um laboratório de emissão virtual. Os avatares podem ter a experiência de estar num estúdio de rádio e fazer uma pequena emissão. Podemos depois aproveitar os contributos mais interessantes para difundir posteriormente na rádio.
É nosso objectivo também quando convidarmos bandas a tocarem nos estúdio do First Life fazer uma edição simultânea no Second Life, no palco virtual da rádio, e onde qualquer avatar será bem vindo a assistir.
Pretendemos também utilizar o Second Life como uma ferramenta de formação interna, no sentido de dar formação a colaboradores, aproveitando o estúdio virtual.
Agradecemos também a sugestão dos nossos padrinhos: "Festas organizadas pela vossa rádio com actuação de Djs previamente seleccionados no Second Life através de concursos. Festas a acontecer no Second Life com a presença de avatars que aí se deslocarem, transmitindo os djs sets simultaneamente na rádio, para todo o mundo.
Estas festas seriam monetariamente patrocinadas por marcas presentes no SL, que teriam visibilidade na festa e referência em spots inseridos a meio dos djs sets (apenas na transmissão da rádio)."

Implementação do CRM na Voz Online

Objectivos: Conhecer melhor os nossos ouvintes/produtores, saber que tipo de música e conteúdos lhes agrada mais, de forma a ir ao encontro das suas necessidades.

Etapa 1
Recolhade dados/ Identificar cliente
Ao pedirmos ao ouvinte para se registar na wiki recolhemos logo informação de interesse para avançarmos com a implementação do CRM: Identificação, data de nascimento, profissão, assuntos de interesse que gostariam de ver abordados na Voz Online, grupos música favoritos.

Etapa 2
Categorização
Agrupar ouvintes por àreas de interesse e desenvolver acções para cada um destes grupos. Criar um "valor cliente" em que são mais valiosos os ouvintes Premium, aqueles que contribuem para a wiki, que sugerem temas para os programas, que produzem conteúdos com frequência, que respondem a questionários de controlo de qualidade…, que fazem parte da organização.

Etapa 3
Interagir como cliente
Todos os nossos colaboradores devem estar em permanente contacto com os nossos clientes que são simultaneamente nossos "ouvintes" e "produtores", através também de uma newsletter. Cabe-lhes a eles dar formação constante aos ouvintes que diariamente produzem os programas da Voz Online e esclarecer toda e qualquer dúvida que possa surgir durante o processo. Essa formação e esses esclarecimentos poderão ser dados online, através da wiki da rádio, que terá um colaborador sempre disponível 24 horas por dia.
Teremos também que dar a conhecer os temas para os programas e apelar à sua participação, oferencendo por vezes vouchers FNAC (empresa com a qual teremos uma parceira).

Etapa 4
Adaptação
Depois de concluidas as etapas anteriores, temos em mão ferramentas que nos possibilitam lançar temas para os programas, sempre de acordo com as preferências do nosso painel de ouvintes, caminhando assim em direcção aos nossos objectivos, ou seja, fazer uma rádio De e Para os ouvintes.
Todo o capital humano da rádio também terá que ser fortemente motivado para participar neste projecto de CRM, pois dele depende o sucesso da mesma. Desde o management, ao marketing, aos próprios locutores…. todos sem excepção terão que "vestir a camisola".

Tecnologias de informação utilizadas na implementação do CRM

Data Warehouse - irá armazenar toda a informação dos nossos ouvintes/produtores (identificação, profissão, conteúdos, participação…)

Data Mining - fará o filtro de toda esta informação para comunicarmos individualmente com cada ouvinte. Por exemplo, dar-lhe os parabéns ou convidá-los a virem assistir ao vivo no estúdio os cantores das suas preferências (entrevistas ou mesmo concertos).

B. Intelligence - Necessitamos de mais do que uma base de dados. Precisamos de analisar e interpretar a informação de que dispomos de modo a orientar a rádio para um cada vez maior número de pessoas. Esta ferramenta poderá ajudar-nos a decidir a orientação estratégica da empresa.

Factores Críticos de Sucesso:

Centrar a comunicação com o cliente é fundamental para a nossa existência, através de um permanente contacto com o mesmo, proporcionado pela wiki e pelo Second Life.

Possuir tecnologia adequada e devidamente integrada, pois temos várias plataformas tecnológicas, já referidas, e todas têm que funcionar de forma eficiente e harmoniosa.

Utilização do e-CRM (e-newsletter e site da rádio permanentemente actualizado) para reforçar e criar boas sinergias no relacionamento com os ouvintes.
Utilização do Social CRM (Wiki e Second Life) para orientar e desenvolver a nossa rádio e os seus programas, sempre de acordo com as necessidades dos nossos ouvintes. Proporcionar-lhes uma quase experiência personalizada. Pretende-se também que seja uma base de aprendizagem que forneça guidelines no sentido de um contínuo melhoramento dos processos da nossa empresa.

Como o E-business pode afectar a rádio?
O E-business funcionará como uma base de sustentação para vendermos músicas, os próprios programas da rádio e publicidade aos clientes. Por outro lado, serve também de plataforma para darmos formação a colaboradores da nossa empresa, através por exemplo do Second Life.


Contributos dos Padrinhos - "Agência de Marketing"

Uma sugestão para o Second Life:
Festas organizadas pela vossa rádio com actuação de Djs previamente seleccionados no Second Life através de concursos. Festas a acontecer no Second Life com a presença de avatars que aí se deslocarem, transmitindo os djs sets simultaneamente na rádio, para todo o mundo.
Estas festas seriam monetariamente patrocinadas por marcas presentes no SL, que teriam visibilidade na festa e referência em spots inseridos a meio dos djs sets (apenas na transmissão da rádio).

Outra sugestão:
Desenvolvimento da imagem da rádio e da campanha publicitária de lançamento pela nossa agência! Oferecemos a campanha no SL e só pagam a campanha offline ;-)

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License